Saiba quais são os tipos mais comuns de fraudes na internet e o que fazer para se proteger!

14 de Dezembro de 2020
fraudes-na-internet

Com a pandemia, as pessoas começaram a despender muito mais tempo do dia online do que antigamente. E isso tem sido um prato cheio para fraudadores aplicarem golpes financeiros de diversas formas.

A FEBRABAN (Federação Brasileira dos Bancos) fez uma pesquisa que aponta que 70% das fraudes na internet estão vinculadas à engenharia social, ou seja, são golpes que usam de manipulação psicológica da vítima para conseguir receber dinheiro. Isso pode acontecer em diversos canais diferentes como e-mail, whatsapp, telefone, ou outras mídias sociais. 

Na maioria das vezes o fraudador acompanha a rotina do usuário e estuda o melhor contexto para a abordagem que na maioria das vezes vem solicitando dados sensíveis como número de cartão, senhas, ou códigos de verificação por SMS.

Embora a tecnologia tenha cedido espaço para esse tipo de crime, existem algumas práticas de segurança que podem te ajudar a aproveitar toda a praticidade da internet sem cair em armadilhas!

Neste post vamos explicar um pouco sobre como ocorrem as principais fraudes na internet atualmente e te daremos algumas dicas para evitar cair nelas! 

Saiba como se proteger de 4 tipos de fraudes na internet 

1.Quitação de dívidas

Neste caso, o usuário recebe uma mensagem que pode ser por e-mail, whatsapp ou outros canais de uma pessoa se passando por funcionário do banco ou financeira onde tem uma dívida. Depois de receber ofertas de descontos muito altos e promessa de quitação completa da dívida, o fraudador emite um boleto adulterado que pode aparentar ser realmente da empresa oficial.

Em muitas situações, o fraudador oferece o desconto e dá um prazo muito pequeno para pagamento, o que pressiona ainda mais o indivíduo a fazer o quanto antes a transação.

O que fazer para evitar?: O primeiro passo é desconfiar sempre de descontos excessivos! Caso você receba uma mensagem parecida com essa, procure o site do banco ou financeira e procure ativamente os canais de atendimento oficial

É importante se atentar aqui que muitos fraudadores conseguem criar sites falsos e posicioná-los muito bem nos buscadores, como o Google. Portanto, refine sua pesquisa e analise atentamente o link do site para confirmar que está correto.

Além disso, sempre que for pagar algum boleto, confirme os dados do favorecido antes de digitar a senha para completar a transação. Não aceite pagar por boletos com nomes de pessoas físicas ou com nomes de outras empresas que não sejam aquela com quem você tem o contato.

Aconteceu comigo! O que fazer?: Caso tenha acontecido com você ou alguém próximo, entre em contato imediatamente com o banco em que você efetuou o pagamento do boleto ou fez a transferência. Descreva detalhadamente a situação e se puder, envie prints ou outros documentos que possam servir de confirmação para a fraude. Você precisa também registrar um boletim de ocorrência. 

Infelizmente a devolução não é garantida, pois os criminosos podem ser muito rápidos e conseguir sacar o dinheiro antes do banco analisar o caso e bloquear aquela conta.

Leia também | Golpe do boleto falso: tudo que você precisa saber!

2.Golpe dos leilões 

Comprar carros ou motos por meio de leilões é muito atrativo para pessoas que querem  adquirir esses bens a preços mais baixos. Sem muita dificuldade, é possível dar os lances e concluir a compra de forma totalmente online.

Esta é uma das formas de fraude que acontece quando os criminosos criam um site falso mas com características bem parecidas com a de leiloeiras idôneas. Geralmente é um trabalho minucioso de alterações em pequenos detalhes das informações do site e que pode confundir muito bem o usuário. 

O que fazer para evitar?: Para evitar os golpes de leilão é imprescindível verificar o registro do leiloeiro na junta comercial do seu estado e conferir se no edital do leilão consta o nome completo do leiloeiro e seu número de matrícula.

Uma dica importante também neste caso é agendar uma visita ao local e conferir presencialmente se o item que você pretende adquirir realmente existe além de conferir a autenticidade do leiloeiro.

Procure também por recomendações do site no google e veja se existem denúncias de fraude.

Aconteceu comigo! O que fazer?: Neste caso as ações são parecidas com os golpes de quitação de dívidas. Registre o boletim de ocorrência e procure o atendimento do seu banco onde foi efetuado o pagamento do boleto ou a transferência de dinheiro para o fraudador.

Caso você tenha feito cadastro de cartões e senhas sensíveis na plataforma fraudulenta, certifique-se de alterar todos os dados possíveis para garantir sua segurança contra fraudes futuras.

3.Golpe do whatsapp

Este tipo de golpe pode acontecer com situações diversas. No geral, a pessoa envia um código de verificação por SMS para o seu celular e solicita este número que dá acesso direto ao seu whatsapp.

As abordagens são as mais variadas possíveis. Podem ir desde dizer que enviou um código para o contato errado e pedir os números que você recebeu por mensagem até a simulação de um atendimento de sites ou lojas que você seja cliente e solicitar o “número de protocolo” que chegou na sua caixa de mensagens.

Depois de ter acesso ao seu whatsapp, a pessoa escolhe alguns de seus contatos e envia mensagens solicitando transferência de dinheiro com urgência. A partir daí, o caminho fica aberto para conseguir dinheiro do máximo de contatos possível da sua lista.

O roubo é facilitado muitas vezes pela rapidez com que as transferências acontecem e antes mesmo de notar a situação, o fraudador pode já ter sacado o dinheiro no banco sem deixar rastros.

O que fazer para evitar?: Ative a verificação em duas etapas no seu whatsapp! Ela dificulta ainda mais o acesso de terceiros ao seu aplicativo já que possui mais uma forma de verificação do usuário. Você cadastra uma senha e antes de qualquer pessoa entrar no seu whatsapp, é preciso digitar também essa senha.

Aconteceu comigo! O que fazer?: Se você teve seu número roubado, precisa primeiro entrar em contato com sua operadora e pedir a suspensão temporária da linha. Além disso, você deve enviar um e-mail para [email protected] com o assunto “Perdido/Roubado” e escrever no corpo do e-mail o ocorrido além de colocar o seu número no formato internacional +55 (DDD) 9xxxx-xxxx. 

Depois de certo tempo, o whatsapp concluirá o bloqueio temporário do acesso da outra pessoa e você poderá solicitar a recuperação do seu número.

4.Roubo de dados sensíveis (phishing)

Por fim, o termo phishing vem de uma junção de palavras do inglês e significa basicamente “pescaria”. O nome é bem sugestivo e trata-se de um golpe que é aplicado com o objetivo de “fisgar” dados sensíveis como por exemplo senhas e número de cartões de crédito. 

Esse é um dos tipos de fraudes na internet que ganham muita força por usar de engenharia social para pressionar o usuário a fornecer esses dados. O fraudador costuma se passar por um funcionário de alguma organização de confiança e envia e-mails ou faz ligações telefônicas criando uma situação em que é preciso fornecer o números do cartão de crédito, por exemplo.

Podem também enviar um link e solicitar que você faça login na plataforma, quando na verdade este link é de um site de fachada criado somente para ter acesso à sua senha.

O que fazer para evitar?: Para evitar esse tipo de golpe é importante ter um bom antivírus instalado no seu computador. Analise também com muito cuidado os links antes de clicar. Desconfie de caracteres estranhos como por exemplo trocar a letra “I” pelo número 1. 

Além disso, passe o mouse sobre o link e veja na parte de baixo do seu navegador se a página que você será direcionado é a mesma que consta no nome do link.

No geral, atente-se para não fornecer nenhuma senha ou número do seu cartão de crédito sem antes verificar que está se comunicando com um canal oficial do seu banco ou de outra empresa com quem já teve alguma interação.

É seguro ter conta bancária totalmente digital para sua empresa?

A resposta é sim! Existem formas de garantir a segurança dos seus dados e também do seu dinheiro. 

Agora que você já conhece os principais tipos de fraude na internet e sabe como se proteger, entenda como funciona a segurança aqui na Cora e saiba porque é seguro ter uma conta digital PJ com a gente!

 

Conta PJ Cora

Por Amanda Montovani

Cadastre-se na newsletter da Cora e receba conteúdos exclusivos para quem empreende

Ao assinar a newsletter, declaro que li e concordo com a Política de Privacidade da Cora.

Título

Descrição

Recebemos seus dados!

Enviamos um email de confirmação para você. Não esquece de checar a sua caixa de entrada depois! 

Se você quiser, você pode continuar a sua leitura agora.