Como fazer um planejamento estratégico em 10 passos

31 de Outubro de 2021
como fazer um planejamento estratégico
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Uma das etapas mais importantes para quem deseja empreender ou impulsionar o crescimento de um negócio é a hora de elaborar a estratégia que irá nortear todas as decisões da empresa.

Mas, apesar disso, muitas pessoas empreendedoras têm pouca noção de como fazer um planejamento estratégico e acabam prorrogando e tomando ações sem uma visão clara e estratégica do negócio.

E é aí que mora o perigo. O plano estratégico de uma empresa é determinante para que você saiba exatamente o caminho que quer seguir, que resultados irá acompanhar e, principalmente, as ferramentas que irá usar para atingir o objetivo.

Se você está em busca de aprender a como fazer um bom planejamento estratégico, continue a leitura e conheça 10 passos para criar o seu. 

Ganhe tempo e agilidade na sua gestão financeira

Baixe gratuitamente a nossa Planilha de Controle Financeiro Empresarial e organize as movimentações da sua empresa

O que é planejamento estratégico?

Como o próprio nome sugere, planejamento estratégico é uma ferramenta de gestão empresarial que orienta e norteia sua empresa. Este planejamento será o guia das ações que você e todos os envolvidos na sua empresa devem tomar para alcançar seus objetivos.

Seja para montar um modelo de negócio ou otimizar os resultados de um negócio existente, o plano de ação estratégico funciona como um roteiro que determina onde a empresa está, aonde quer chegar e quais são as ações necessárias para cumprir essa jornada.

Neste planejamento, você irá mapear as oportunidades e ameaças do negócio, incluir visão e valores e definir os objetivos. Isso ajudará a tomar decisões certas para a saúde geral da sua  empresa.

Qual a importância do planejamento estratégico?

Saber como fazer um bom planejamento estratégico é essencial para o sucesso do seu negócio desde o início. Ou seja, antes mesmo de definir o tipo de empresa que você quer montar, o planejamento estratégico precisa estar desenhado.

Mas não pense que, depois das portas abertas, essa necessidade desaparece. Muito pelo contrário, é aí que se faz ainda mais necessário. Isso porque, com o andamento dos negócios, você começa a analisar as métricas e observar se o resultado faz ou não sentido.

Empresas bem planejadas já nascem com uma identidade própria e um diferencial competitivo. Assim, é possível desenvolver seus processos, produtos e serviços com base nos propósitos designados. E é através desse planejamento que você irá entender se o caminho e as ações tomadas estão certas ou não.

Agindo de forma estruturada desde o início, será possível enxergar de longe o caminho para crescer e ganhar espaço no mercado, além de ter mais informações para ajustar a rota quando necessário. Assim, você evita apostar no lucro a curto prazo, correndo risco de ter vida curta.

E agora que você já entendeu o que é planejamento estratégico e a importância de se fazer um, é hora de colocar a mão na massa.

Leia também | Marketing Digital para empreendedores: 5 passos para montar uma estratégia

 

Precisando de uma forcinha com a sua gestão financeria? 

Baixe gratuitamente o nosso ebook e aprenda os conceitos básicos sobre finanças empresariais

Gestão financeira empresarial

 

Como fazer um planejamento estratégico?

A seguir, você vai conhecer o passo a passo para fazer um planejamento estratégico empresarial. Anote tudo e bom trabalho!

1. Faça um diagnóstico da sua empresa

É nesta etapa que você irá conhecer o mercado e sua força para lutar por ele. Um bom diagnóstico irá te ajudar a entender tudo sobre o que você está se propondo a fazer.

Pense que aqui será como um raio X completo do negócio. Você irá avaliar o seu planejamento financeiro empresarial, construção de marca, desempenho de processos, interesse dos consumidores, qualidade dos produtos/serviços que você irá vender/ prestar, entre outros fatores.

Para te ajudar nesta etapa, há um método muito difundido e útil para avaliar as condições externas e internas de um negócio. Este método é conhecido como análise SWOT.

Mas não se assuste com o nome. Se você nunca ouviu falar sobre isso, descomplicamos tudo pra você: 

SWOT é uma sigla em inglês para strengths, weaknesses, opportunities e threats. Em tradução livre, significa: forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.  

  • Forças: pontos fortes da empresa e vantagens sobre a concorrência no momento, como percepção de valor superior e eficiência operacional.
  • Fraquezas: pontos fracos e vulnerabilidades, como mau posicionamento da marca ou oscilação de faturamento.
  • Oportunidades: eventos e situações que podem favorecer a empresa no mercado em uma projeção futura, como a abertura de crédito ou uma tendência de consumo.
  • Ameaças: fatores externos que têm impacto negativo sobre o negócio em uma projeção futura, como uma crise ou entrada de um novo concorrente.

2. Conheça seus objetivos

A partir do momento que você fez a análise SWOT e já conhece todas as oportunidades e ameaças da sua nova empresa, é hora de definir os objetivos.

Uma dica importante para esta etapa é definir os objetivos estratégicos em metas realizáveis por período. Imagine como um jogo de videogame: você precisa passar fases para alcançar o objetivo principal.

3. Mapeie o mercado e concorrentes

Se for possível, faça uma pesquisa de mercado e mapeie os concorrentes. Assim, você entenderá o que a concorrência está fazendo de certo para te servir de base – e também o que não fazer, como:

  • Usa redes sociais? 
  • Interage com o público? 
  • Há preocupação com produção de conteúdo relevante?
  • Pratica preço competitivo?
  • Qual abordagem usa para vender seus produtos e serviços?
  • Anuncia online?
  • Há recorrência de compra?

 

Respondendo essas perguntas, você conseguirá entender como será a estrutura do seu negócio, quais fornecedores você irá precisar e até mesmo como ser melhor que seu concorrente e como criar um produto/ serviço que seu público está atrás.

4. Crie ações que você realmente consiga desenvolver

É comum, ao se fazer um planejamento estratégico, pensar em diversas ações para executar a fim de se alcançar os objetivos. E neste momento, com a cabeça a mil, a pessoa empreendedora começa a ter milhões de ideias.

No entanto, saber definir qual delas será executada e qual a ordem de execução é bem importante. Pense na sua estrutura, até mesmo financeira, e valide qual é possível executar agora e qual o resultado ela trará.

Cuidado para não pensar em ações simples demais, que não trarão resultados consideráveis. Nao eprca seu tempo.

5. Defina métricas de sucesso

Saber o que medir e por que medir é muito importante. Não deixe de mapear nenhuma métrica, mas também não dê importância demais para métricas que não fazem sentido para o negócio.

Aqui, é importante entender o que seus concorrentes validam como métrica de sucesso e o resultado que eles têm alcançado, como margem de lucro, por exemplo: qual é a comum e saudável para o seu nicho de mercado?

6. Prepare um cronograma

Após fazer seu planejamento, é hora de começar a executar as ações. Mas é claro que, muitas vezes, é impossível executar tudo de uma vez.

Para isso, um bom cronograma de ações é imprescindível. Ele te ajudará a entender qual executar primeiro, o que você terá de retorno e qual métrica usar para definir o sucesso dessa ação.

7. Tem uma equipe? Inclua todo mundo

Se você já tem funcionários ou sócios, deixe todos saberem e conhecerem seu planejamento estratégico. Envolta todos do seu ambiente interno.

Assim, é mais fácil conseguir envolver todos e colocá-los em direção ao mesmo objetivo.

Leia também | Funil de vendas: definição, etapas e como usar a favor do seu negócio

8. Hora de colocar o plano em prática

Após o planejamento construído, métricas definidas e cronograma de ações pronto, e hora de colocar o plano de ação em prática. E caso no decorrer do caminho você perceba que algo não está claro ou faltando uma etapa, não se preocupe em recuar e planejar novamente. 

O importante é ter todas as ações bem mapeadas e não executar nada que não esteja no plano. Isso te ajudará a não se perder no caminho.

9. Monitore os resultados conquistados

Com o planejamento em execução, é hora de colher os dados para analisar os resultados. Você precisa olhar bem para o passo 5 e entender o que medir como resultado de cada etapa.

Se algo não estiver saindo conforme planejado, volte, reavalie e entenda se as ideias estão sendo bem executadas ou não.

10. Avalie tudo e revise o plano periodicamente

Como já dito anteriormente, um bom planejamento estratégico nunca terá fim. É importante sempre revisitá-lo e avaliar periodicamente. Afinal, com o passar do tempo, você irá conhecer mais sobre seu mercado, entender melhor as dificuldades e ter mais claro como chegar no seu objetivo.

Agora que você já sabe como fazer um planejamento estratégico e como isso te ajudará nas tomadas de decisão da sua empresa, continue lendo o Cora Blog e assine a nossa newsletter para conhecer outras ações importantes para o sucesso da sua empresa.

Por Equipe Cora

Junte-se a mais de 100.000 negócios e receba conteúdos para alavancar os resultados da sua empresa direto no seu email!

A Conta PJ gratuita e sem burocracia que o seu negócio merece.

Cadastre a sua empresa em menos de 10 minutos e abra uma conta PJ totalmente sem custos. Junte-se a mais de 100.000 empreendedores, economize tempo e dinheiro e foque no importa: no seu negócio.

5/5

“Excelente app, bem simples e entrega o que promete. Cobrança gratuita de boleto que reduziu bastante os custos na empresa” Guilherme Silva

Recebemos seus dados!

Enviamos um email de confirmação para você. Não esquece de checar a sua caixa de entrada depois! 

Se você quiser, você pode continuar a sua leitura agora.

Já vai? Gostaríamos de oferecer um cafezinho, mas por enquanto, oferecemos uma conta sem burocracia e sem taxas abusivas. Saiba mais e #SejaCora

Título

Descrição