Como calcular folha de pagamento: conheça os detalhes

6 de Dezembro de 2021
folha de pagamento
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Para fazer um gerenciamento correto de uma empresa, é necessário entender todos os custos, inclusive o salário dos colaboradores. Para isso, entender bem como calcular folha de pagamento é essencial.

Independente do porte da empresa, seja tendo um departamento pessoal ou não, essa atividade precisa de uma atenção muito especial para não falhar com ninguém. Afinal, é desse cálculo que depende o bem-estar financeiro e o sustento dos seus colaboradores.

Por se tratar de um processo minucioso e cheio de detalhes, o responsável por este trabalho precisa prestar muita atenção também devido a uma série de problemas jurídicos que o negócio pode ter em caso de cálculo errado.

Então, para te ajudar a entender todos os descontos, benefícios e detalhes de como calcular folha de pagamento, a Cora preparou este conteúdo cheio de informações para você. Pegue papel e caneta, anote tudo e boa leitura.

 

Sua empresa faz tudo em um Pix: pagar, cobrar e receber.

Seguro e sem tarifas

 

Afinal, o que significa folha de pagamento

Mas antes de tudo, vale definir de forma clara o que significa folha de pagamento. Trata-se de um importante documento que apresenta a remuneração dos colaboradores, levando em consideração todos os valores que foram descontados na folha de pagamento e benefícios.

O cálculo da folha é composto por informações da jornada de trabalho, adicionais e também alguns benefícios dos colaboradores, seja ele um funcionário CLT, aprendiz, autônomo, estagiário ou sócios. Se você quiser aprender mais sobre o assunto, preparamos um conteúdo completo sobre os tipos de contrato de prestação de serviços que você pode adotar no seu empreendimento. 

A folha de pagamento tem que conter as seguintes informações:

  • dados do empregador
  • dados do funcionário, assim como seu cargo e função
  • descontos realizados e valores acrescentados
  • número de dias ou cálculo de horas trabalhadas
  • valor bruto do salário
  • valor líquido do salário

 

Com este documento, seu colaborador vai conseguir comprovar a ocupação e renda para caso precise abrir conta em banco, solicitar um cartão de crédito, fazer empréstimo ou financiamento. Ou seja, essa atividade pode, ainda, ajudar quem trabalha para o seu negócio a realizar sonhos e projetos pessoais. 

 

Lei da folha de pagamento

A lei que trata sobre a obrigatoriedade da folha de pagamento é o decreto 3.048/99, conhecido como Regulamento da Previdência Social, especificamente no artigo 225.

No texto consta a obrigatoriedade da empresa a:

  • I – preparar folha de pagamento da remuneração paga, devida ou creditada a todos os segurados a seu serviço, devendo manter, em cada estabelecimento, uma via da respectiva folha e recibos de pagamentos;
  • II – lançar mensalmente em títulos próprios de sua contabilidade, de forma discriminada, os fatos geradores de todas as contribuições, o montante das quantias descontadas, as contribuições da empresa e os totais recolhidos;
  • III – prestar ao Instituto Nacional do Seguro Social e à Secretaria da Receita Federal todas as informações cadastrais, financeiras e contábeis de interesse dos mesmos, na forma por eles estabelecida, bem como os esclarecimentos necessários à fiscalização.

 

Ganhe tempo e agilidade na sua gestão financeira

Baixe gratuitamente a nossa Planilha de Controle Financeiro Empresarial e organize as movimentações da sua empresa

 

Como calcular folha de pagamento?

Pronto. Agora que você já está por dentro de alguns detalhes importantes – principalmente da lei que trata deste assunto – é hora de ver, na prática, como calcular folha de pagamento. Vamos lá?

Para ficar mais fácil de entender, considere uma folha de pagamento fictícia onde o salário do colaborador é de R$3 mil por mês.

Antes de tudo, considere os descontos que, neste cenário, serão:

  • FGTS: 8% do salário – R$ 240;
  • INSS: a alíquota para essa faixa é de 11% – R$ 277,40
  • IRRF: para esse salário, a taxa é de R$ 61,40;
  • vale-transporte: se a pessoa recebeu R$ 220 de benefício, o empregador vai descontar 6% do salário, o que corresponde a R$ 180.
  • vale-alimentação: é possível descontar até 20%, mas o mais comum é que se desconte 10%. Nesse caso, o desconto seria de R$ 300.

 

Considerando que esse funcionário não tenha faltas nem atrasos no mês em questão, o total dos descontos seria de R$1.104,45.

 

Alguns descontos que compõem a folha de pagamento

Agora, é hora de entender um pouco mais em detalhe o que significa e quanto descontar de cada tópico abaixo.

 

INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social – também conhecido como INSS – tem a função de operacionalizar os direitos dos segurados do Regime Geral de Previdência Social.

Sendo assim, a empresa deve repassar ao governo, todo mês, a contribuição que é descontada do funcionário. Isso garante ao trabalhador o benefício da aposentadoria, além do auxílio-doença em caso de afastamento por motivos de saúde.

Considere as seguintes taxas de contribuição:

  • 8% do salário para quem ganha até R$ 1.751,81
  • 9% do salário para quem ganha de R$ 1.751,82 a R$ 2.919,72;
  • 11% do salário para quem ganha de R$ 2.919,73 a R$ 5.839,45;
  • Valor fixo de R$ 642,34 para quem ganha qualquer valor acima de R$ 5.839,45.

 

IRRF

O Imposto de Renda Retido na Fonte – com a sigla de IRRF – é uma antecipação do pagamento de imposto que incide sobre os rendimentos de trabalhadores com carteira assinada, exceto daqueles que são isentos.

Assim como no INSS, a alíquota varia de acordo com a remuneração no mês e da faixa da base de cálculo dos impostos do empregado.

  • até 1.903,98 – Isento
  • 1.903,99 até 2.826,65 – 7,5%
  • 2.826,66 até 3.751,05 – 15%
  • 3.751,06 até 4.664,68 – 22,5%
  • a partir de 4.664,68 – 27,5%

 

Vale-transporte

O vale-transporte, popularmente conhecido como VT, também é descontado na folha de pagamento dos colaboradores. 

Mesmo sendo um benefício, a empresa divide os seus custos com o funcionário. É possível descontar até 6% do salário do colaborador para representar o VT.  Por isso, também é necessário constar na folha de pagamento.

 

Contribuição Sindical

Com a Reforma Trabalhista, a contribuição sindical passou por algumas alterações relevantes. Antes, os colaboradores eram debitados de forma obrigatória, mas agora, com a nova lei, só fazem a contribuição sindical aqueles que optarem por fazer.

Como é uma contribuição opcional, o desconto é variável e sua empresa precisa ficar atenta para não efetuar esse desconto de algum colaborador que abriu mão dele.

 

Finalmente, uma conta PJ feita para quem empreende

Descomplicada, sem taxas abusivas, sem burocracia e com  atendimento ágil pelo aplicativo.

 

Principais benefícios na folha de pagamento

Nem se de desconto se faz uma folha de pagamento. Alguns benefícios também são necessários e devem constar na folha.

 

Horas extras

As horas extras são calculadas com o acréscimo de 50% ou 100%, de acordo com o dia e período que o colaborador exceder sua jornada contratual.

Porém, é necessário estar muito atento, pois algumas convenções e acordos coletivos podem determinar que a porcentagem seja diferente.

 

Adicional noturno

O pagamento de adicional noturno é direito ao colaborador que trabalha entre as dez da noite e cinco da manhã. Esse adicional é como se fosse uma compensação que o colaborador recebe por trabalhar em um horário incomum. 

Agora que você já consegue entender cada detalhe que compõe o salário de um colaborador, fica mais fácil saber como calcular folha de pagamento. E lembre-se: se você tem uma empresa e exerce atividades gerenciais ou operacionais no seu empreendimento você deve ter o seu salário, ou melhor, o pró-labore.

No nosso canal do YouTube, preparamos um conteúdo completo para você entender, de uma vez por todas, que você é um custo fixo para sua empresa e que definir o próprio salário é essencial para separação das finanças pessoais e empresariais. Confira:

 

 

E se você precisar de mais dicas para administrar seu empreendimento, continue acompanhando o YouTube e o Cora blog. Toda segunda, às 17h, um conteúdo novo está no ar para fazer o seu negócio crescer!

 

Se o seu fluxo de caixa pudesse falar…

O que ele diria sobre a sua administração? Baixe gratuitamente a nossa Planilha de Fluxos de Caixa e organize as finanças da sua empresa

Planilha de Fluxo de caixa

Por Equipe Cora

Junte-se a mais de 100.000 negócios e receba conteúdos para alavancar os resultados da sua empresa direto no seu email!

A Conta PJ gratuita e sem burocracia que o seu negócio merece.

Cadastre a sua empresa em menos de 10 minutos e abra uma conta PJ totalmente sem custos. Junte-se a mais de 100.000 empreendedores, economize tempo e dinheiro e foque no que importa: no seu negócio.

5/5

“Excelente app, bem simples e entrega o que promete. Cobrança gratuita de boleto que reduziu bastante os custos na empresa” Guilherme Silva

Recebemos seus dados!

Enviamos um email de confirmação para você. Não esquece de checar a sua caixa de entrada depois! 

Se você quiser, você pode continuar a sua leitura agora.

Já vai? Gostaríamos de oferecer um cafezinho, mas por enquanto, oferecemos uma conta sem burocracia e sem taxas abusivas. Saiba mais e #SejaCora

Título

Descrição