Índice de lucratividade: o que é e como calcular o do seu negócio?

18 de Janeiro de 2021
índice-de-lucratividade

O lucro é a principal meta econômica de todo empreendedor, mas a grande pergunta é: você sabe como calculá-lo? Compreender o lucro apenas como o que sobra no caixa da sua empresa, sem saber ao certo qual é a trajetória daquele montante ou quais decisões influenciaram para chegar até ele, pode acarretar em resultados negativos. 

Isso acontece porque para garantir uma vida sustentável para a sua empresa é necessário controlar e mensurar toda a lucratividade das atividades do negócio. Atualmente, já existem diversos indicadores financeiros que auxiliam nessa análise quantitativa do cotidiano das operações e que dizem muito a respeito da verdadeira situação financeira da sua empresa.

Um dos principais indicadores financeiros é o índice de lucratividade. Este índice pode até parecer complexo de início, mas você verá que ele é totalmente acessível e imprescindível para a sua gestão financeira. Não sabe o que é esse indicador e nem como aplicá-lo na sua empresa? Não se preocupe, ao final dessa leitura você terá as respostas.

Afinal, o que é o índice de lucratividade? 

O índice de lucratividade (IL) é o indicador que mede a capacidade operacional do seu empreendimento em gerar lucros a partir de um projeto desenvolvido. Dito de outra forma, o índice de lucratividade é a representação do lucro líquido em relação ao valor das receitas totais.

Para a lucratividade, a fórmula é dada por: 

(lucro líquido / receita total) x 100

  • Receita total: consiste na soma de todos os recebimentos do negócio antes de qualquer desconto.
  • Lucro líquido: corresponde a quanto sobra para a empresa depois de descontados os valores devidos.

Ou seja, esse índice mostra o quanto a empresa obtém após pagar todos os seus custos e despesas. Portanto, o índice de lucratividade pode ser essencial para indicar quanto um negócio efetivamente ganhou em relação a tudo o que recebeu. Mas afinal, existe diferença entre lucratividade e rentabilidade? Qual seria essa diferença?

Diferença entre lucratividade e rentabilidade

A confusão entre lucratividade e rentabilidade acaba sendo recorrente porque, de certa maneira, ambos se relacionam ao lucro líquido. Mas, por mais que até possam ter uma abordagem parecida, são dois pontos de vista diferentes. 

Enquanto a lucratividade relaciona o lucro líquido com a receita total do negócio num determinado período de tempo, a rentabilidade associa o mesmo lucro ao valor investido no empreendimento para saber se vale mesmo a pena. 

A fórmula da rentabilidade também é simples:

 (lucro líquido / investimento) x 100

Então, por exemplo, se uma pessoa usa uma poupança de 15 mil reais para abrir a própria empresa e o negócio passa a ter um lucro líquido mensal de 1,5 mil reais por mês. Nesse caso, aplicando a fórmula certa, conseguimos saber que a rentabilidade mensal desse estabelecimento é de 10% [(1.500/15.000) x 100]. 

Em contrapartida, se uma loja de roupas mensalmente vende 25 mil reais em peças, mas, por mês, tem um custo com compra de material, mão de obra e carga tributária de 15 mil reais, o lucro líquido dessa loja é de 10 mil reais. Ou seja, o índice de lucratividade será de 40% [(10.000/25.000) x 100].  

Portanto, fica ainda mais evidente a diferença entre esses dois conceitos. A lucratividade é a capacidade de gerar lucro e a rentabilidade serve para que o empreendedor avalie o custo de oportunidade do investimento inicial para a abertura da empresa.

Se a aplicação em investimentos, por exemplo, rendesse mais que o retorno do negócio, isso significa que o funcionamento da empresa não valeria a pena. Logo, ter conhecimento sobre os indicadores financeiros de rentabilidade [Retorno sobre Patrimônio Líquido (ROE); Retorno sobre Ativos (ROA) e Retorno sobre Investimentos (ROI)] e sobre o índice de lucratividade é fundamental.

Confundir esses conceitos ou avaliar apenas um deles pode fazer com que seu negócio aparente problemas que não possui ou que apresente resultados nada reais. Por exemplo, nada adianta um negócio lucrar muito se os investimentos forem imensos. Agora, você irá entender profundamente sobre o índice de lucratividade, qual a sua importância, como calculá-lo e como aplicar a partir de hoje na sua empresa.

Qual é a importância do índice de lucratividade para uma empresa?

Você deve estar se perguntando se a utilidade desse indicador se limita apenas em mensurar a geração de lucro, certo? A resposta para essa pergunta é não, pois esse indicador também é uma importante ferramenta para a tomada de decisão por parte dos gestores de uma empresa e na gestão financeira e estratégica do empreendimento.

A partir dele é possível avaliar se as estratégias adotadas estão dando certo e quais mudanças são necessárias. Portanto, ele cumpre um papel fundamental para análise de prejuízos e lucros e para que você monitore os resultados e providencie eventuais correções de estratégias.

Além disso, o índice de lucratividade possibilita que você tenha uma visão geral de sua empresa e dos projetos específicos que possui. Com o referencial de lucratividade das operações, fica muito mais fácil e seguro tomar decisões difíceis tendo em vista que a projeção de fluxo de caixa deve ser compatível com suas realizações.

Como calcular o índice de lucratividade

Conforme visto, o IL é a abreviação para esse indicador e pode ser encontrado através da razão entre receita total e lucro líquido: 

(lucro líquido / receita total) * 100

Mas, antes de começar a calcular, é importante você saber que as receitas totais são os valores adquiridos a partir de pagamentos recebidos pelos produtos e/ou serviços oferecidos e o lucro líquido é o valor obtido após o desconto de todos os custos, despesas e impostos.

Depois que você já sabe o que são as receitas totais e lucro líquido, você precisa identificar esses valores em sua empresa. Abaixo, vamos evidenciar um exemplo de DRE e faremos as nossas análises considerando esse exemplo. Vejamos:

Receita Total R$500.000,00
(-) Custo Total R$175.000,00
(=) Lucro Bruto R$325.000,00
(-) Despesas Operacionais R$25.000,00
(=) Lucro Operacional R$300.000,00
(-) Despesas Financeiras R$15.000,00
(=) LAIR R$285.000,00
(-) IR + CS  
= Lucro Líquido R$285.000,00

Portanto, considerando a fórmula: [(285.000/500.000) * 100], o nosso exemplo possui uma rentabilidade de 57%. Ou seja, 57% é a capacidade da empresa em gerar lucro a partir das suas atividades operacionais. Isso significa que, no período analisado, a cada R$100,00 reais de venda, a empresa lucra R$57,00. 

Agora que você já sabe calcular o índice de lucratividade e também sabe a importância desse índice para auxiliar na gestão da sua empresa, aproveite para aprender mais sobre gestão financeira acompanhando o conteúdo do Blog da Cora e aprimore os seus resultados!

 

Conta PJ Cora

 

Por Leticia Souza