Chave Pix: o que é e como cadastrar?

11 de Novembro de 2020
Chave PIX

Com a promessa de ser rápido, barato, moderno e acessível a toda a população, o lançamento do Pix já está gerando enorme repercussão. E era de se esperar que uma das maiores inovações do setor bancário das últimas décadas gerasse dúvidas à altura da novidade. 

O novo meio de pagamento instantâneo do Banco Central possibilitará que pagamentos e transferências entre diferentes instituições sejam concluídos em segundos. E uma das principais características deste sistema são as chaves do Pix.

Mas afinal, o que é chave PIX e qual sua importância para o sucesso da transação? Saiba mais a seguir.

O que são as chaves Pix?

Para entender a função das chaves do Pix, você precisa conhecer melhor o funcionamento do novo sistema. Ao contrário do que algumas pessoas estão imaginando, o Pix não é um serviço ou aplicativo à parte que você vai usar para fazer pagamentos digitais.

Na verdade, ele é um sistema de alcance nacional desenvolvido pelo Banco Central que será integrado aos serviços já oferecidos por bancos e fintechs. Ou seja: ele estará disponível como mais um meio de pagamento no aplicativo da sua conta atual, e o cadastro deverá ser realizado por meio da instituição financeira.

Leia mais | O que é PIX? Conheça o novo modelo de pagamento instantâneo

Nesse contexto, a chave Pix funciona como “apelidos” utilizados para identificar sua conta no sistema na hora de enviar e receber dinheiro. Portanto, as chaves nada mais são que uma forma de identificar o usuário no Pix.

Dessa forma, ao invés de passar todos os seus dados bancários e pessoais para receber uma transferência, você poderá enviar somente uma chave Pix – como seu número de telefone, e-mail ou CNPJ.

Por exemplo, se você tem uma conta PJ na Cora e decidir cadastrar o seu CNPJ como chave Pix, o seu cliente precisará informar somente esse número para encontrar sua conta e enviar um Pix para você. Prático, né?

Da mesma forma, se você quiser enviar um Pix a alguém, é só usar uma das chaves do recebedor em vez de perder tempo digitando dados bancários e pessoais.

Os quatro tipos de chaves Pix que poderão ser usadas e cadastradas são:

  • Número de CPF/CNPJ;
  • Endereço de e-mail;
  • Número do telefone celular;
  • Chave aleatória.

O que é uma chave aleatória?

A chave aleatória é uma forma de receber um Pix sem precisar repassar dados pessoais a quem fará o pagamento – não é necessário informar nenhuma das chaves já cadastradas. Os usuários podem gerar uma chave aleatória no aplicativo, que consiste em um conjunto de números, letras e símbolos gerados aleatoriamente que identificarão a conta e poderão ser compartilhados para que o pagamento seja feito. É possível cadastrar uma única chave aleatória ou gerar uma a cada vez que for compartilhá-la com alguém, apagando a anterior.

Quantas chaves Pix eu posso cadastrar?

Cada pessoa física pode ter até 5 chaves por conta que estiverem sob sua titularidade, e cada pessoa jurídica pode ter até 20 chaves, também por conta. É possível, por exemplo, registrar mais de um e-mail e mais de um número de telefone como chave Pix.

No entanto, é importante lembrar que não é permitido repetir a mesma chave para contas diferentes, já que ela será o “endereço” da respectiva conta.

Leia também | Como funciona o PIX para PJ?

Como funciona o cadastro das chaves Pix?

Para fazer o cadastro, tanto pessoas físicas, como jurídicas, precisam ter uma conta transacional (conta corrente, poupança ou de pagamento) em um prestador de serviços financeiros, como um banco, uma fintech ou uma plataforma de pagamentos que tenha aderido ao Pix. A Cora é um deles! 

Para fazer o cadastro da chave e passar a usar o Pix, basta procurar pela seção “Pix” dentro do app ou internet banking do seu banco. Todas as instituições financeiras participantes são obrigadas, pelo regulamento do BC, a mostrar a nova opção no menu de suas plataformas.

O cliente deverá informar à sua instituição financeira qual chave Pix vai querer usar para fazer seu cadastro. Para vincular cada chave à sua conta bancária, será necessário confirmar sua identidade por meio de um código enviado por SMS e e-mail.

O processo pode ser diferente de banco para banco, mas o Banco Central é claro: a confirmação do registro de uma chave Pix não pode ser feita por contato telefônico ou por link enviado por SMS ou e-mail.

Ao definir a chave e dar o consentimento para fazer o cadastro, a instituição financeira envia a informação do cliente para o BC finalizar o cadastro em seu sistema. Assim, bancos, fintechs e outras instituições financeiras serão intermediadores entre o BC e o consumidor final.

O cadastro é obrigatório?

Não é obrigatório cadastrar uma chave para fazer ou receber um Pix. Caso o usuário queira usar o sistema de pagamento instantâneo, sem a chave Pix, será preciso digitar todos os dados bancários do destinatário para realizar uma transação. 

O Banco Central, entretanto, afirma que é altamente recomendável o cadastramento da chave por conta da praticidade e rapidez que ela traz.

QR Code

Além das chaves Pix, também existe a possibilidade de enviar e receber um Pix por meio de um QR Code, um tipo de código pode ser facilmente escaneado usando a maioria dos telefones celulares equipados com câmera.

Ao comprar um produto em uma loja que aceita Pix, por exemplo, você só vai ter que apontar o celular para o QR Code que identifica a conta do estabelecimento e confirmar a transação no seu app.

Da mesma forma, você poderá gerar seus QR Codes para receber pagamentos de outras pessoas em segundos, sem precisar digitar nada.

O QR Code do Pix terá dois formatos:

– Estático: que poderá ser utilizado para transferências ou no comércio quando as informações para pagamentos não mudam.

– Dinâmico: que poderá ser utilizado no comércio quando as informações para pagamentos mudam a cada momento. Nesse caso é possível alterar os valores a cada compra, inserir uma data de vencimento e aplicar juros e multa em caso de atraso, por exemplo.

Portabilidade de chaves Pix

Caso o usuário mude de instituição financeira, é possível fazer a portabilidade de chaves para seu novo banco e conta, como é feita a portabilidade de salário, por exemplo. 

A portabilidade deve ser pedida na nova instituição onde você deseja fazer o registro – e a confirmação, na instituição onde você havia feito o registro inicialmente. Depois, o DICT, sistema do Banco Central que gerencia o cadastro das chaves do Pix, é responsável por conectar as duas instituições e garantir que a portabilidade seja feita.

Na prática, para o usuário final, basta solicitar a portabilidade ou tentar registrar uma chave já vinculada, e então confirmar o pedido após receber o aviso da instituição onde a chave estava previamente cadastrada. 

A instituição na qual a chave estava previamente registrada deverá te enviar esse pedido de confirmação em até 10 minutos. Após a sua confirmação, a instituição deverá concluir a portabilidade em até 1 minuto, quando você receberá uma notificação do banco para onde migrou sua chave te avisando que deu tudo certo.

Enquanto você não fizer a confirmação, a chave continuará vinculada à conta anterior, e caso você não confirme em até sete dias, a portabilidade é automaticamente cancelada.

Reivindicação de chaves Pix

Agora, se você tentar cadastrar uma chave Pix e o agente financeiro informar que ela já está cadastrada por outra pessoa, é possível fazer a reivindicação de chave na instituição financeira onde ela será adicionada.

Por exemplo, se por engano alguém cadastrou o seu telefone celular como chave Pix, você pode solicitar a reivindicação e a pessoa terá o prazo de sete dias corridos para comprovar sua posse – caso contrário, ela será transferida para você.

E então, ainda com dúvidas sobre as chaves Pix? Como trata-se de uma novidade é comum surgirem dúvidas, Mas você pode contar com a Cora para esclarecer todas elas. Aproveite para acessar a nossa Central de ajuda da Cora. Preparamos uma sessão especial com as principais dúvidas sobre o Pix e você sempre poderá falar com a nossa equipe de atendimento.

Conta PJ Cora

 

Por Vanessa Ferreira