Cora lança conta PJ completa, feita para quem empreende

4 de Novembro de 2020
Lançamento Cora

Recentemente, a Cora lançou duas das funcionalidades mais aguardadas pelos clientes: o endereço bancário e o cartão de débito.

A união dessas duas funcionalidades se tornou um marco, já que reuniu o que faltava para completar a solução da conta PJ Cora, uma conta projetada para simplificar a vida de quem é PJ e facilitar a administração das finanças dos pequenos negócios, além de livrá-los da burocracia e taxas abusivas.

Em operação desde 2019, a conta Cora vem sendo construída com a ajuda dos feedbacks dos clientes. Mas as novidades não param por aí: a conta está em constante evolução, acompanhando as necessidades da rotina financeira do empreendedor brasileiro e crescendo ao lado de cada pequeno negócio. É o que conta o CEO da Cora, Igor Senra: “Nosso cliente já está acostumado a experimentar uma nova atualização no app, pelo menos uma vez por semana”, enfatiza.

O CMO e cofundador da Cora, Daniel Fonseca, complementa que uma das prioridades da fintech é melhorar a experiência do cliente Cora em toda a sua rotina financeira, eliminando a burocracia e reduzindo o tempo gasto em cada operação. “Nossa visão de longo prazo é que nosso cliente possa delegar à Cora tudo o que um pequeno negócio necessite em finanças para que ele possa focar exclusivamente em seu negócio.”

O cofundador da Cora, Leo Mendes, vai além e explica os planos para o longo prazo. “Em alguns anos, esperamos reinventar a forma como os donos de negócios lidam com finanças, automatizando as operações que hoje são feitas manualmente e oferecendo informações sobre a saúde dos seus negócios, para que possam tomar melhores decisões”, conclui.

Concorrentes não são adversários

Não é novidade que os bancos digitais vieram para transformar a experiência financeira dos brasileiros, oferecendo acesso a produtos cada vez mais personalizados e descomplicados. A primeira “onda” das fintechs que focou, em maior parte, nas contas para pessoa física, agora estimula um movimento similar no mercado para pessoas jurídicas.

No entanto, boa parte das contas PJ disponíveis no mercado financeiro são praticamente cópias das contas PF, quase que “produtos de prateleira”, sem falar nas altas taxas cobradas por serviços financeiros simples. Neste cenário, os sócios procuraram identificar as principais dores dos empreendedores em relação a serviços financeiros e encontraram uma oportunidade de negócio promissora.

Igor Senra explica que o fenômeno de bancos digitais é uma tendência global com ainda mais força no Brasil, devido a alta concentração de mercado que temos aqui. Por outro lado, o mercado para o PJ ainda tem muito a crescer. “Todos os bancos realmente começam a desenhar sua solução pela parte que atende as  pessoas físicas e entendem que o mesmo produto atende as pessoas jurídicas, mas as demandas são muito diferentes, o que deveria resultar num produto diferente”, esclarece.

“Aqui na Cora nosso único foco é o pequeno negócio. Nós acreditamos que ao vivenciar o dia-a-dia do empreendedor e entender as suas necessidades, naturalmente criaremos produtos diferentes do que são oferecidos para pessoas físicas. As necessidades das empresa são muito diferentes e isso tem que ser refletido nos produtos e serviços”, complementa Daniel Fonseca.

Mas uma coisa é certa: a Cora não enxerga a concorrência como uma ameaça, mas sim uma oportunidade de melhorar o mercado para o empreendedor, que ainda é tão carente de soluções financeiras que atendam verdadeiramente suas necessidades. “A entrada de novas empresas em um setor que historicamente era dominado pelos grandes bancos certamente vai estimular a concorrência e isso é muito bom. No final, teremos serviços melhores e redução de custos para os clientes”, completa Daniel.

Um respiro em período de crise

O lançamento oficial da conta Cora ocorre em um período delicado, sobretudo ao pequeno empresário, que se viu obrigado a adiar investimentos, planos de expansão e, em alguns casos, precisou até mesmo fechar as portas, a fim de retomar o fôlego financeiro.

Sem dúvida, a crise desencadeada pela pandemia da COVID -19, afetou as finanças de boa parte dos donos de pequenos negócios, o que reforçou ainda mais o propósito da Cora que é apoiar e simplificar a vida financeira do empreendedor brasileiro e contribuir com a sua prosperidade.

Daniel lembra que logo no início da crise, uma ideia de um colaborador, acabou virando a iniciativa #Compredospequenos, que ajudou milhares de pequenos negócios a continuar vendendo mesmo com as restrições do isolamento social. “No fim, a Cora, seus produtos e marca são resultado da admiração que temos por estas pessoas que só aumentou ao vermos o esforço empreendido por cada uma delas para superar a crise”.

“Nós somos grandes admiradores daqueles que sonham, ousam e fazem acontecer, todos os dias, tocando seus próprios negócios. No Brasil dos nossos sonhos, essas pessoas seriam mais valorizadas e reconhecidas pelo poder transformador de trazer prosperidade, não só para eles próprios e suas famílias, mas para muitos à sua volta. A pandemia, infelizmente, colocou a prova essas pessoas e colocou muitas outras pedras nos seus caminhos. Já estávamos aqui para ajudá-los com algumas dessas pedras, agora temos ainda mais pressa”, conclui Leonardo Mendes.

abrir conta Cora

 

Por Vanessa Ferreira